Saiba mais

“Ponte do Rio Anhangabaú” é uma intervenção urbana que dialoga com a situação geográfica do vale do Anhangabaú e reflete sobre as propostas urbanísticas criadas para integrar (ou não) o rio e o Vale às dinâmicas urbanas da cidade. A leitura de espaço que fundamentou a proposta foi a percepção do rompimento do fluxo peatonal ao longo da Avenida São João na passagem pelo Vale - onde foi criado um buraco arquitetônico obstaculizando esse eixo importante na articulação do centro histórico com a cidade.  

A intervenção rearticula o eixo ao vencer esse vão urbano e proporcionar aos pedestres um atalho percorrido como experiência estética e visual. Sensores distribuídos ao longo dos 40 metros da passarela ativam portais desenhados com fitas de luz. Tanto da perspectiva de quem atravessa quanto do observador externo é possível visualizar a intensidade do fluxo de passantes na ponte. 

Ao se instalar como uma ponte cruzando o vale, local onde ainda passa o Rio Anhangabaú, alude à sua existência e obliteração ao longo do processo de urbanização do centro de São Paulo. 

Projeto técnico: Rohr 

Colaboração: Colaboratório