Saiba mais

"Estão Vendendo Nosso Espaço Aéreo" foi o resultado de um laboratório urbano focado nas transformações em curso no Largo da Batata retratando as dinâmicas e fluxos sociais, culturais e econômicos em choque nesse miscigenado enclave urbano. Durante um mês, nas ruas do Largo, foram entrevistados camelôs, passantes, lojistas, policiais, entre outros. Em paralelo, foi desenhada uma cartografia dos mecanismos de políticas públicas e dos grupos interessados nos processos de especulação imobiliária e transformação do perfil desse território. A pesquisa culminou numa intervenção urbana com 200 balões, placas, infláveis, cartões postais, cartografias-volantes e megafones abertos ao público.  

Este projeto fez parte da plataforma "Zona de Ação", patrocinada pelo SESC SP, e que contou com os seguintes coautores: A Revolução Não Será Televisionada, Contra-filé, Cobaia e Grupo de Arte Callejero (Argentina) e com os consultores teóricos Suely Rolnik e Brian Holmes